Ligação Nacional - Edelson Moura
Ciro Gomes descarta desistir de candidatura após ação da PF e pressão de aliados
Publicado em 17/12/2021
Apesar da pressão de pedetistas nos bastidores para que Ciro Gomes desista de sua pré-candidatura ao Palácio do Planalto, o presidenciável do PDT afirmou nesta quinta-feira (16) que não há chances de isso ocorrer. Um dos alvos de uma operação da Polícia Federal na quarta-feira (15), Ciro disse que a candidatura "não lhe pertence". Além disso, afirmou que os resultados apontados em pesquisa Datafolha --na qual aparece com 7%-- são naturais para o momento. As afirmações foram feitas na Câmara de Ribeirão Preto (a 313 km de São Paulo), onde ele participou do ato de filiação da ex-reitora da USP (Universidade de São Paulo) Suely Vilela ao partido. Ciro e seu irmão Cid Gomes (PDT), senador pelo Ceará, foram alvos de uma operação da PF que apura a suspeita de desvios de recursos públicos nas obras do estádio Castelão, em Fortaleza, construído para a Copa de 2014, o que elevou a temperatura interna sobre o tema.